quarta-feira, 26 de novembro de 2014

PM apreende pinos de cocaína e buchas de maconha em BH

Dois adolescentes foram detidos por tráfico de drogas no bairro Santa Tereza, na região leste de Belo Horizonte.
Segundo a Polícia Militar, durante patrulhamento, o menor de 16 anos foi flagrado vendendo drogas na rua Conselheiro Rocha, que é conhecida com um ponto de tráfico. Com o rapaz e com outro jovem de 14 que estava no local, os policiais apreenderam 11 pinos de cocaína, 15 buchas de maconha e R$66 reais em dinheiro.
Depois de realizar buscas pela região, a PM encontrou 58 pinos de cocaína e 15 buchas de maconha em buracos de tijolos das paredes do local.

Aos militares, o adolescente de 14 anos disse que a droga pertence ao outro menor. A dupla foi detida em flagrante e encaminhada à uma delegacia da capital.

PM apreende tabletes de crack em Divinópolis

Dois homens, de 25 e 37 anos, foram presos nesta terça-feira (25) em Divinópolis, suspeitos de envolvimento com tráfico de drogas. De acordo com a Polícia Militar (PM), eles estavam em uma moto quando foram abordados.
Preso à cintura de um dos homens, por baixo da roupa, haviam dois tabletes de crack embalados com fita crepe amarela e também R$ 1 mil em dinheiro. Os suspeitos teriam dito aos militares que moram em Oliveira e viajaram a Divinópolis para comprar o entorpecente, para revendê-lo.
Além da droga, do dinheiro e de dois celulares, a motocicleta também foi apreendida, pois o condutor não apresentou Certificado de Registro e Licenciamento Veicular nem a Carteira Nacional de Habilitação.

Agentes penitenciários reivindicam nomeações em protesto na ALMG

Um grupo de agentes penitenciários ocupou nesta terça-feira (25) as galerias e o plenário da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), no bairro Santo Agostinho, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte, para reivindicar a nomeação imediata de 3 mil aprovados no concurso realizado em 2012. Segundo o presidente do sindicato da categoria em Minas Gerais, Adeilton de Souza Rocha, o governo estadual adiou quatro vezes a integração dos novos servidores. Ele disse ainda que hoje há um déficit de 4 mil servidores no estado.
"Não entendemos o que o governo quer fazer no fim de mandato. O governo está querendo destruir o sistema prisional", desabafou Adeilton.
Segundo a assessoria de imprensa da ALMG, os servidores entraram no plenário antes do início da sessão. Os trabalhos começaram com os manifestantes dentro do recinto. Em seguida, o presidente da Casa, deputado estadual Dinis Pinheiro (PP), e outros parlamentares ouviram as reivindicações dos agentes. Ainda de acordo com a assessoria de imprensa da ALMG, o protesto foi pacífico.
Segundo o sindicato dos agentes penitenciários de Minas Gerais, o último prazo estabelecido pelo governo para a nomeação dos servidores é 10 de dezembro. O deputado Dinis Pinheiro afirmou disse que o processo deve mesmo acontecer no mês que vem.
Já a o governo do estado, por meio da Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), diz que as nomeações dos concursados começaram em julho deste ano e que 3.161 agentes já foram convocados.
Segundo nota enviada pela pasta, "a retomada da chamada dos cerca de 2.300 aprovados restantes ocorrerá a partir de dezembro, em data e volume ainda a serem definidas pelo governo". A secretaria também contesta que tenha havido adiamentos já que, segundo a Seds, a previsão final de nomeação dos agentes é fevereiro de 2015.
Sobre o questionamento do sindicato de que há déficit de 4 mil agentes, a secretaria informou que a definição do número de profissionais por unidade é "estabelecida segundo critérios de segurança e perfil da unidade prisional em questão".
Ainda de acordo com a Seds, atualmente há mais de 16 mil agentes penitenciários e 55 mil presos em Minas Gerais, uma relação de 3,43 detentos por servidor, abaixo do recomendado pelo Ministério da Justiça que é de cinco presos por agente.

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Quadrilha que fornecia droga para o PCC é presa com 721 kg de cocaína em Minas

Dezesseis integrantes de uma quadrilha especializada em tráfico internacional de drogas foram presos em Minas Gerais, São Paulo, Mato Grosso do Sul e Goiás, na manhã desta terça-feira (25). Com o bando, a Polícia Federal apreendeu 721 quilos de cocaína, um caminhão, R$ 400 mil e 400 mil dólares. No total, cerca de 100 policiais cumprem 16 mandados de prisão e 15 mandados de busca e apreensão durante a Operação Krull.
 
A organização criminosa era investigada há um ano e meio e tinha como líder um dos principais fornecedores de drogas para o Primeiro Comando da Capital (PCC). O traficante, que cumpria pena em regime aberto em Juiz de Fora, na região da Zona da Mata, morava em Iturama, região do Triângulo Mineiro, de onde articulava todos os movimentos do grupo. Conforme a PF, ele se passava por pecuarista para comandar o crime. 
 
Outro membro que desempenhava importante papel na organização criminosa ficou conhecido pelo envolvimento no furto ao Banco Central de Fortaleza em 2005 e, atualmente, controlava o tráfico de drogas na segunda maior favela paulista. Os nomes dos presos ainda não foram divulgados pela corporação.
 
Os detidos responderão pelos crimes de tráfico internacional de drogas e organização criminosa, podendo cumprir até 23 anos de reclusão.
 
Tráfico
 
A investigação aponta que a quadrilha adquiria a cocaína na Bolívia e a trazia em aeronaves, que aterrizavam em pistas de pouso localizadas nas divisas entre Minas e Goiás. O entorpecente também entrava no Brasil por terra, por Corumbá (MS). 
 
A droga era armazenada e posteriormente transportada em veículos com compartimentos ocultos até os compradores finais em São Paulo e no Rio de Janeiro. O pagamento era feito por envio ou coleta de dinheiro, depósitos em contas bancárias próprias ou de terceiros, ou, ainda, por remessa de dólares por meio de casas de câmbio.

Casal suspeito de homicídio em Rondônia é preso em Uberlândia

A Polícia Civil de Uberlândia apresentou na manhã desta terça-feira (25) dois suspeitos de participar de um homicídio na cidade de Ariquemes, em Rondônia. De acordo com o delegado de Homicídio, Bernardo Penna Sales, os suspeitos, um homem de 27 anos e uma mulher de 30 anos, foram presos na tarde desta segunda-feira (24), no Bairro Granada. O casal é investigado, juntamente com outros três suspeitos, de matar um homem de 53 anos a tiros.
De acordo com informações da polícia, o crime aconteceu no último dia 16 de setembro, em Ariquemes. A vítima estava dentro de um estabelecimento comercial, quando um suspeito em uma motocicleta o atingiu com cinco tiros e fugiu. A polícia acredita que o crime teria sido motivado por uma dívida.
Segundo a polícia, os dois suspeitos presos nesta segunda-feira (24) estariam na cidade mineira foragidos de Rondônia e eram monitorados há cerca de 30 dias. Durante este período, o casal frequentava bares, restaurantes e casas noturnas livremente, e utilizavam um carro de luxo com placa de Ouro Preto do Oeste (RO).

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

PM prende foragido da Justiça e outras três pessoas com arma e drogas em BH

Três homens e uma mulher foram presos com drogas na madrugada deste domingo (23), no bairro Vila Vista Alegre, na região oeste de Belo Horizonte. Os suspeitos foram abordados na rua Martins Soares depois de uma denúncia anônima.
Conforme a Polícia Militar, o local já é conhecido como ponto de venda de entorpecentes. O solicitante informou os militares que uma casa estaria servindo de abrigo para foragidos da Justiça. Quando a guarnição chegou ao local, encontrou João Vítor Bragança, de 23 anos, entrando no imóvel. Ao notar a presença da viatura, o rapaz tentou fugir, mas foi detido.
Já dentro da casa, Edir Junior Barbosa de Oliveira, de 24 anos, foi flagrado no terraço, com uma pistola calibre 9 mm carregada com 15 cartuchos. Ele ainda tentou escapar pelo telhado, mas foi preso. De acordo com a corporação, Oliveira era procurado por participação em um assassinato.

O dono do imóvel, Warley Cardoso Valadares, de 32 anos, também acabou preso depois que a busca dos militares resultou na localização de uma barra de cocaína, uma de maconha, além de várias buchas do mesmo entorpecente. Nayara Carolina Ferreira de Castro, de 20 anos, namorada de Oliveira, também foi presa em flagrante. Ela confessou que foi ao imóvel porque o jovem pediu para que ela pegasse os pertences dele. A garota ainda confirmou que sabia do tráfico de drogas que ocorria na residência.
O material foi apreendido e levado para a sede da 36ª delegacia de polícia, onde a ocorrência foi registrada.

domingo, 23 de novembro de 2014

PM apreende três armas de fogo em Pará de Minas

Suspeitos de roubarem clientes e funcionários de uma boate durante a madrugada deste domingo (23) em Pará de Minas foram presos após o crime. Com eles, a Polícia Militar (PM) encontrou revólveres, munições, pertences das vítimas e um carro roubado em Belo Horizonte. Os detidos foram reconhecidos a partir das imagens do circuito interno da casa noturna.
Segundo informações dos militares, os envolvidos entraram na boate que fica no Bairro Serra Verde e ameaçaram os clientes. Um dos homens disparou um tiro para cima e foram roubados objetos pessoais de aproximadamente 15 pessoas. Após o crime, os criminosos, sendo dois menores de idade, fugiram em um matagal e durante o rastreamento, um adolescente de 14 anos foi detido.
Com ele foram encontrados uma jaqueta de couro, um revólver calibre 22 com seis munições intactas e uma deflagrada, um revólver calibre 38 carregado com quatro cartuchos intactos, além de objetos das vítimas, além de uma réplica de pistola. O adolescente foi apreendido e encaminhado para a Delegacia de Polícia juntamente com materiais apreendidos.
Em seguida, durante a madrugada, a PM recebeu denúncia anônima sobre três indivíduos que entraram em um táxi com roupas sujas de barro. Foi feito o rastreamento e quando os suspeitos viram a viatura, tentaram fugir. Porém, foram detidos, sendo dois adultos e outro menor de 14 anos. Pertences das vítimas da boate foram encontrados e os suspeitos foram conduzidos para delegacia.
Ainda durante rastreamento, os militares localizaram o carro usado pelos suspeitos durante o crime. Dentro dele havia documentos das vítimas e dos autores do roubo à boate. Os envolvidos foram reconhecidos pelas imagens do sistema interno da casa noturna. Já o veículo havia sido roubado na última quinta-feira (20) em Belo Horizonte. Ainda segundo a PM, a suspeita é que os mesmos autores tenham cometido um roubo recentemente na cidade.
G1

Confronto entre PM e moradores de aglomerado termina com um morto e ônibus incendiado em BH

Uma operação da Polícia Militar dentro do aglomerado da Bimbarra, no bairro Calafate, região oeste de Belo Horizonte, terminou em confusão e morte na madrugada deste domingo (23). A confusão começou quando um militar apreendeu um adolescente de 15 anos que foi flagrado com oito pinos de cocaína. Revoltado, o pai do garoto reuniu outros três moradores e atacou o policial, dizendo que o rapaz não seria levado. O tumulto generalizado resultou ainda em um ônibus incendiado por moradores.
Segundo a PM, o adolescente foi detido após ser flagrado tentando escapar de um beco conhecido como ponto de venda de entorpecentes. O policial responsável pela abordagem aguardava o restante da equipe quando foi surpreendido pelo pai do garoto e outros três indivíduos. Ele foi agredido com chutes e socos e o grupo conseguiu libertar o adolescente.
Imediatamente, o PM pediu apoio do restante da guarnição que, ao deslocar para o local, ainda abordou cinco outros suspeitos que tentavam fugir do aglomerado. Revoltados com a ação policial, populares começaram a cercar a equipe. Cerca de 50 pessoas passaram a agredir e hostilizar os policiais, impedindo que eles efetuassem as prisões. Um dos moradores, identificado como Alexandro de Souza, de 23 anos, no entanto, partiu diretamente para cima de um dos militares e tentou pegar a arma dele. No meio da confusão, o revólver disparou e acertou a cabeça da vítima.
Para conter a ação da população, a PM disparou quatro tiros de balas de borracha e detonou uma granada. O público se dispersou e o homem ferido foi socorrido para a UPA Oeste, mas não resistiu ao ferimento e morreu. Dois militares ficaram feridos e foram medicados, assim como o pai do adolescente. No final da noite, a população se reuniu e botou fogo em um coletivo, como forma de protesto pela ação policial.
Ainda de acordo com a corporação, o militar envolvido na morte do rapaz foi detido na sede do 22º Batalhão e teve a arma apreendida.

Mulher mata homem a marteladas por ciúme da namorada e fica nua na frente da PM

Duas mulheres mataram um homem de 55 anos com facadas e marteladas na noite do último sábado (22), em Mantena, no Vale do Rio Doce. Uma das suspeitas, Maria Helena da Lapa, de 49 anos, contou à polícia que cometeu o crime porque Carlos Fernandes Moreira queria marcar um programa com a namorada dela, Keila da Rocha, de 41 anos. Ela ainda ofereceu resistência para ser detida e apareceu sem roupa na frente dos policiais.
Conforme a Polícia Militar, o crime aconteceu na rua Olegário Maciel, no centro da cidade. A vítima foi encontrada dentro da casa das autoras, com vários ferimentos no rosto e uma grande poça de sangue ao redor do corpo. Maria Helena, que aparentava estar sob efeito de entorpecentes, se recusava a abrir a porta. Suja de sangue, ela gritava que iria matar quem tentasse entrar.
Diante de testemunhas, os policiais arrombaram a porta e entraram no imóvel. Carlos estava no chão da sala, com uma toalha sobre o rosto. Maria Helena se escondeu em um dos quartos enquanto Keila apareceu e relatou à guarnição que o homem foi executado por querer marcar um programa com as duas. Revoltada, Maria Helena saiu do cômodo nua e disse que ninguém colocaria as mãos nela, mas foi contida pelos PMs. As duas foram detidas em flagrante e Keila vestiu a namorada.
Ainda de acordo com a guarnição, das duas foram levadas para Governador Valadares. Maria Helena é ex-presidiária e já cumpriu pena por tráfico de drogas.

Mulher tenta entrar em presídio com 200 gramas de maconha na vagina

Uma mulher de 33 anos foi presa ao tentar entrar no Presídio de Boa Esperança, no sul de Minas Gerais, com uma porção de maconha na vagina. O tablete pesava 200 gramas.
O entorpecente seria entregue para o marido de Aldeneide Neves Silva, Gilmar Aparecido, que cumpre pena no local por tráfico de drogas.
A Polícia Militar chegou até Aldeneide por meio de uma denúncia anônima. Ela já estava dentro do presídio quando foi abordada e confessou que estava com a droga Como o tablete de maconha era muito grande, ela foi levada para a Santa Casa da cidade, onde passou por um procedimento para fazer a retirada do material.
A maconha estava embalada em um balão de festa e tinha o tamanho de uma laranja. A mulher já cumpriu pena por tráfico e saiu da cadeia no fim do ano passado. Ela foi autuada por tráfico e encaminhada ao presídio, o mesmo onde foi flagrada com as drogas.

Traficante é preso com porções de cocaína dentro de carro de luxo em BH

Um traficante foi preso na noite dessa sexta-feira (21) após ser flagrado arremessando uma porção de cocaína para fora do carro no bairro Alípio de Melo, na região da Pampulha.
Segundo a Polícia Militar, o homem de 36 anos trafegava pela avenida Heraclito Mourão de Miranda em uma caminhonete modelo Toyota Hilux com as janelas fechadas e com o vidro muito escuro. Os militares fizeram sinal para que ele parasse, porém  o motorista continuou acelerando. Ao perceber que ia ser abordado, jogou a droga pela janela do passageiro. Depois de alguns metros, os policiais o abordaram.
A PM constatou que o material era uma porção de cocaína e, após, realizar buscas dentro do veículo, apreendeu outras embalagens da mesma droga e R$987 em dinheiro. Na casa do suspeito, os militares localizaram uma mala contendo três porções de cocaína, material para embalar os entorpecentes, dois relógios e dois celulares.
O homem assumiu ser dono da droga, porém negou ter arremessado a porção de cocaína do carro.  Ele foi preso e encaminhado para a Central de Flagrantes II (Ceflan).
R7

sábado, 22 de novembro de 2014

Ocorrência de destaque 55 BPM

Adicionar legenda
FURTO - ASSALTO 
PORTE/POSSE ILEGAL DE ARMA DE FOGO 

Local: RUA I, JARDIM AMERICA - VARZEA DA PALMA

02 ENVOLVIDOS CONDUZIDOS

Apreendido:
01 VEÍCULO ROUBADO;
04 REVÓLVERES;
37 MUNIÇÕES CAL 38;
01 ESCOPETA  CAL 12;
23 MUNIÇÕES CAL 12;
01 COLDRE;
E OUTROS VÁRIOS MATERIAIS.

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Segurança pública e violência: R$ 256 bilhões anuais (no lixo ?)

01. A segurança pública e a violência custam ao Brasil R$ 256 bilhões por ano (5,4% do PIB) (levantamento do 8º Anuário Brasileiro do Fórum de Segurança Pública). A perda do capital humano (57 mil mortes anuais) significa R$ 114 bilhões. O custo governamental na área é de 1,26% do PIB (um dos mais altos do mundo e, ao mesmo tempo, um dos mais ineficientes e equivocados), porque continua altíssima a taxa de homicídios (29 para cada 100 mil pessoas). A Europa gasta com segurança 1,3% do PIB e tem taxa de 1,1 homicídio para cada 100 mil pessoas; a elite do capitalismo distributivo (países escandinavos ou em processo de escandinavização: Suécia, Dinamarca, Finlândia, Islândia, Noruega, Alemanha, Bélgica, Austrália, Nova Zelândia, Canadá, Japão, Cingapura, Coreia do Sul etc.) gasta 1% do PIB e tem 1/100 mil; os EUA gastam 1% e têm taxa de 4,7/100 mil; Chile gasta 0,8% e tem taxa de 3,1/100 mil; Brasil: 1,26% com taxa de 29/100 mil. 

02. Os países menos violentos do mundo têm Gini (índice que mede a desigualdade – quanto mais perto de 0 mais igualdade, quais mais perto de 1 mais desigualdade) em torno de 0,30; EUA: 0,45; Brasil: 0,51. Somos um dos 10 países mais desiguais do planeta (isso significa capitalismo altamente selvagem e concentrador). As nações menos violentas estão no 1º grupo do IDH (índice de desenvolvimento humano), com 47 países; o Brasil está no segundo grupo, na colocação 79. Depois de 514 anos de existência construímos uma sociedade marcada pela violência epidêmica, corrupção endêmica, desigualdade obscênica, escolaridade anêmica (¾ dos brasileiros são analfabetos funcionais – veja Inaf) e fraqueza institucional sistêmica.
03. Como chegamos nesses indecentes patamares (campeão mundial em homicídios, em números absolutos – 57 mil óbitos por ano; 12º país mais violento do planeta; 1º em violência contra professores; 7º em violência contra mulheres; 16 cidades das 50 mais violentas do mundo; campeão mundial na violência ligada a futebol; 3º país na violência no trânsito, em números absolutos etc.? De 1.500 a 1529 (colônia, impérios e República Velha) a sociedade brasileira foi organizada para 1% de consumidores (o resto da população foi ignorado); de 1930 a 2002 (de Getúlio a FHC, chegamos a 20% de consumidores; o resto era puro resto); de 2002 a 2010 (Lula) alcançamos 40% de consumidores efetivos (20% da classe C mais estável, antes inexistente), 30% de vulneráveis (classe C vulnerável, que pode subir ou baixar conforme a situação socioeconômica do país) + 30% de pobres, indigentes e famintos (muitos, beneficiários do bolsa família). De 2011 para ca (Dilma) luta-se com grandes desacertos e dificuldades (baixo preço das commodities, câmbio descontrolado, diminuição do crescimento da China, inflação, corrupção, PIB baixo etc.) para que sejam mantidos os padrões consumistas da era Lula.
04. Num país com desigualdade obscênica, escolaridade, civilidade e cidadania anêmicas, fraqueza institucional sistêmica e corrupção endêmica (a Petrobras constitui somente a ponta desse iceberg secular, comandado pelo maior crime organizado do país, de natureza político-empresarial), a violência só poderia ser epidêmica (como efetivamente é: 29 homicídios/100 mil pessoas). Há várias pontes que podem ligar os problemas com as soluções. Uma delas (seguida pela Europa e, sobretudo, pelos países escandinavos ou em processo de escandinavização) é constituída de 4 pistas (no mesmo sentido): a) prioridade para a prevenção (no lugar da repressão), b) certeza do castigo (ou seja: alto nível do império da lei), c) excelente patamar de vida (estado de bem estar-social) e d) educação em período integral de alta qualidade para todos.
05. O Brasil nunca seguiu essa ponte. Sempre pegou o caminho errado e preferiu sua sombra, também constituída de 4 pistas (na mesma direção): repressão (no lugar da prevenção), edição contínua de novas leis penais mais duras (editamos, de 1940 a 2014, 157 leis penais, que nunca diminuíram a criminalidade), genocídio estatal (política de extermínio dos jovens – 2500 mortes por ano – e dos próprios policiais – cerca de 400 óbitos por ano) e encarceramento massivo aloprado (3º país com maior população carcerária do planeta – 711 mil presos; dos quais, 40% provisórios). O custo dessa política completamente errada (e errada porque a criminalidade nunca diminuiu), para o governo, é de 1,26% do PIB.
06. Quais são nossos principais desafios? Se o humano é ou deve ser um animal domesticado (Nietzsche), impõe-se domesticar melhor o animal brasileiro, para que seja profundamente alterada a cultura da corrupção, da violência, do “Você sabe com quem está falando” e do jeitinho. Tudo isso se combate com cidadania e ética. Urge ainda reduzir a extrema desigualdade entre os brasileiros (criando políticas de educação financiada, sobretudo, pelas grandes fortunas). Tudo passa, como se vê, pela educação, que gera conhecimento, ciência, tecnologia, ética e cidadania. A cidadania, por sua vez, significa civilidade, respeito às pessoas, aos animais, à natureza e ao bom uso da tecnologia, solidariedade, altruísmo, compreensão, cooperativismo e, sobretudo, respeito ao império da lei igual para todos. Enquanto não cumprirmos todos os nossos deveres de casa e ficarmos somente falando dos nossos direitos, a perspectiva futura para o Brasil coincide com o pior cenário de todos os mundos.

PM localiza drogas em Divinópolis

Um jovem de 24 anos, suspeito de tráfico de drogas, foi detido nesta quinta-feira (20), no Bairro Del Rey, em Divinópolis. A Polícia Militar (PM) apreendeu maconha, crack, cocaína e uma espingarda de pressão. O jovem e os materiais apreendidos foram levados para a delegacia. Uma cadela da PM ajudou a localizar os entorpecentes. Durante patrulhamento pelo bairro, os militares receberam informações de que o jovem traficava drogas na Rua Marechal Castilho. O rapaz, ao perceber a presença da polícia, fugiu para dentro de casa e arremessou uma sacola plástica pela janela, onde os militares encontraram quatro tabletes de maconha.

Ao iniciar as buscas no imóvel, a PM encontrou uma bucha de maconha e R$ 1.141 em dinheiro. A polícia também foi informada que o jovem guardava drogas em um lote ao lado da casa dele. A equipe Ronda Ostensiva com Cães Adestrados (Rocca) foi acionada e a cadela Ninfa localizou uma porção de crack, que renderia, aproximadamente, 40 pedras, e um pote com três porções de cocaína.

Quarteto com fuzil fura pneu de viatura, invade prefeitura e explode caixa eletrônico

Uma ação criminosa cinematográfica foi registrada no município de Pimenta, região Centro-Oeste de Minas, na madrugada desta sexta-feira (21). Para explodir um caixa eletrônico, e fugir com o dinheiro do equipamento, bandidos danificaram uma viatura. 
 
Conforme a Polícia Militar, quatro homens armados com fuzis foram até o quartel da corporação, no Centro da cidade, e furaram o pneu do veículo oficial. A ação foi registrada pelo circuito de segurança e os suspeitos monitorados.
 
Em seguida, os criminosos foram até a sede da prefeitura, na avenida JK, também no Centro. Lá, o quarteto explodiu um caixa eletrônico da Caixa Econômica Federal. Na sequência, os bandidos fugiram em um Volkswagen Tiguan preto, sentido Iguapé.
 
Ainda segundo a PM, antes de explodir o equipamento, os homens danificaram o sistema de segurança do prédio. Rastreamento foi montado na região, mas os suspeitos ainda não foram localizados e presos.
 
A PM não informou se os criminosos conseguiram levar dinheiro do caixa, mas algumas cédulas ficaram espalhadas no chão.