Últimos Posts

quinta-feira, 26 de março de 2015

Comissão pede inquérito em caso de PM suspeito de assédio em Patrocínio

Diante das denúncias de assédio moral e sexual apresentadas por policiais  do 46° Batalhão de Polícia Militar de Patrocínio, no Alto Paranaíba, a Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) vai solicitar a instauração de processo administrativo militar e de inquérito policial militar para apurar os crimes supostamente praticados pelo tenente.
O assunto foi discutido durante audiência pública requerida pelo deputado Cabo Júlio, nesta quarta-feira (26), em Belo Horizonte.

Entre os crimes que o policial pode ter cometido contra as subordinadas estão ofensa, difamação, rigor excessivo e violência contra inferior. De acordo com os documentos lidos pelo deputado, o assédio às policiais teria sido feito pelas redes sociais e também no ambiente de trabalho, sugerindo que o relacionamento entre eles poderia se estender. Diante da recusa das servidoras às investidas do 2º tenente, as soldados teriam sofrido ameaças, perseguições e represálias, além de terem tido as notas de desempenho rebaixadas.

Na ocasião, o político também criticou o fato de o suspeito ter sido transferido para o comando da cidade vizinha de Patos de Minas somente dois anos após as denúncias e questionou o motivo pelo qual não foi aberto um inquérito para investigar os fatos.O suspeito e o comandante da época da transferência não compareceram à reunião. De acordo com justificativa enviada pelo comando, o tenente estaria licenciado por problemas psicológicos.
No comunicado também dizia que os fatos foram apurados em sindicância administrativa e que o policial havia sido removido da unidade de Patrocínio.


Policiais relatam constrangimentos

Uma das vítimas contou que as perseguições começaram logo após sua recusa aos assédios do oficial militar. Como exemplo, ela disse ter recebido nota seis em uma avaliação de desempenho, que foi retificada somente depois da intervenção de um comandante.

Ela também contou que devido à situação de pressão e instabilidade no trabalho, teve que tirar vários períodos de licença para tratamento psicológico.


Associação acha punição adequada

O vice-presidente da Associação dos Oficiais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, tenente-coronel Ailton Cirilo da Silva, considerou que a sanção ao 2º tenente acusado foi justa, razoável e proporcional, o que mostra que as providências foram tomadas, embora isso pudesse ter acontecido de forma mais ágil. “O militar foi punido, a carreira ficou manchada e ele foi transferido do local de trabalho”, disse.

Ele também afirmou que apesar de o tema ser delicado e merecer os cuidados e a atenção dos comandantes, é necessário atentar para que não haja um exagero nas medidas punitivas, de forma a violar os direitos dos policiais.

Policial federal reage a assalto e atira em bandido no centro de BH

Um assaltante foi baleado na noite de quarta-feira (26) ao tentar assaltar um policial federam à paisana no centro de Belo Horizonte. A vítima foi abordada por dois homens, mas reagiu ao assalto.  
Conforme a PM (Polícia Militar), o policial estaria armado e, ao ser surpreendido pelos ladrões, se assustou e acabou atirando contra um dos autores.. Ele relatou ainda que a dupla teria pedido dinheiro e o seu celular.  
Alex Santiago, de 37 anos, foi atingido por um disparo na região da barriga e socorrido ao Hospital de Pronto-Socorro João 23. Já o comparsa conseguiu fugir e ainda não foi localizado.  

A vítima acionou a PM e teve a arma apreendida. Em seguida, ele foi levado até uma delegacia para prestar depoimento.

Homem é preso enquanto preparava drogas para venda em Ubá

Um homem de 47 anos foi preso suspeito de tráfico de drogas em Ubá no final da tarde desta quarta-feira (25). De acordo com o delegado responsável pelo caso, Rafael Gomes de Oliveira, ele estava preparando maconha e cocaína para vender.
O homem é suspeito de comercializar drogasem um beco na Rua Tenente Pedro Batalha, no Bairro Talma. "Quando entramos no local, ele estava picando e embalando as drogas para vendê-las", contou o delegado. Foram apreendidos dois tabletes e 13 buchas de maconha, aproximadamente 24 gramas de cocaína, uma balança de precisão e dinheiro.

Assaltantes são mortos após roubar carga de celulares no sul de Minas

Dois assaltantes foram mortos a tiros após roubarem uma carga de celulares e smartphones na BR-381 no sul de Minas Gerais. O caso aconteceu na tarde da última quarta-feira (25) e, até o momento, os equipamentos eletrônicos ainda não foram recuperados.  
Segundo a PM (Polícia Militar), os bandidos teriam rendido o motorista do caminhão que transportava a mercadoria e também a escolta armada que fazia a segurança da carga próximo ao município de Três Corações.  
Em seguida, os suspeitos deslocaram sentido Belo Horizonte e fizeram o transbordo da carga para outro o caminhão. Após essa mudança, o veículo que fazia o transporte da carga e o carro onde estavam os seguranças foram abandonados na altura do km 711, da BR-381. O motorista rendido também foi libertado no local.  
Entretanto, os dois seguranças da escolta armada foram mantidos reféns e levados por dois bandidos até uma estrada próximo à cidade de Campos Gerais. Mas, um dos vigilantes sacou uma pistola 635 que tinha escondido no corpo e atirou nos assaltantes. Ambos morreram na hora.  
Ainda conforme a PM, as demais armas dos seguranças foram roubadas e o caminhão com os celulares e smartphones, bem como os demais envolvidos no roubo da carga, ainda não foram encontrados.   

Os seguranças mantidos como reféns foram detidos pois teriam entrado em contradição e devem responder por homicídio. Eles foram encaminhados à delegacia de Polícia Civil de Alfenas, também no sul do Estado.  

PM apreende 15 kg de maconha em mochila em Ribeirão das Neves

Dois jovens, de 18 e 23 anos, foram presos suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas nesta quarta-feira (25) em Ribeirão das Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte.
De acordo com a Polícia Militar, a dupla foi encontrada no bairro São Geraldo por meio de denúncia anônima. Na mochila que um dos rapazes carregava estavam 15 kg de maconha, separados em tabletes.
Daniel Pinheiro da Silva e Patrick Fonseca Nascimento foram encaminhados até a 204º companhia do 40º batalhão. Eles não contaram aos policiais se a droga era deles ou se estava sendo transportada para outra pessoa.

quarta-feira, 25 de março de 2015

Por telefone, Bombeiro ajuda pai a fazer o parto da filha na Grande BH

Um sargento do 2º Batalhão do Corpo de Bombeiros de Contagem ajudou um pai a realizar o parto da própria filha na madrugada desta quarta-feira (25), em Esmeraldas, na região metropolitana de Belo Horizonte. A chamada de emergência ocorreu por volta de 1h.
De acordo com a corporação, o homem acionou a guarnição e informou que sua mulher estava no 9º mês de gravidez e se encontrava em trabalho de parto. Imediatamente, uma viatura foi deslocada para o local. Por telefone, o sargento Rafael Fernando Rodrigues, da Central de Operações, avaliou que o bebê já estava nascendo e passou orientações para o pai da criança.
Quando os militares chegaram, a menina já havia nascido, o cordão umbilical foi cortado e o bebê estava aquecido por um cobertor. Mãe e filha foram levadas para o Hospital Municipal de Contagem e passam bem.

JUSTIÇA DE VALADARES ISENTA BOMBEIRO MILITAR DE RESSARCIR AO ESTADO OS DANOS CAUSADOS EM VIATURA DURANTE ACIDENTE


ATENÇÃO MILITARES QUE ESTÃO PASSANDO POR ESTA SITUAÇÃO: A ASSESSORIA JURÍDICA DO CSCSPM/BM ESTA À DISPOSIÇÃO PARA LHE AJUDAR
O Juiz da 3ª Vara Cível da Comarca de Governador Valadares/MG, Dr. Marcelo Carlos Cândido julgou improcedente uma ação de reparação de danos proposta pelo Estado de Minas Gerais contra o Bombeiro Militar do Estado de Minas Gerais, Fábio Godinho Ribeiro, na qual se pretendia o ressarcimento por danos causados em viatura que estava sendo conduzida pelo bombeiro durante um acidente. A defesa do bombeiro foi feita pela Assessoria Jurídica conveniada ao Centro Social dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiro Militar de Minas Gerais (CSCS PM/BM-MG) da regional de Governador Valadares/MG, sob a responsabilidade do advogado Dr. Luciano Souto. A sentença foi publicada no último dia 18 de março.

Caso: No dia 07 de julho de 2012 o Estado de Minas Gerais ingressou com uma ação de indenização por danos materiais contra o Bombeiro Militar Fábio Godinho Ribeiro, na qual pretendia a sua condenação ao pagamento de todos os danos causados à viatura, que era conduzida pelo bombeiro quando se envolveu em um acidente no dia 24 de maio de 2011, na rodovia BR 381, km 172, distrito de Rio Corrente, em Governador Valadares, enquanto se deslocava para um atendimento emergencial a uma ocorrência . Na ação, o Estado atribuía a culpa do acidente ao condutor, sob a alegação de que o mesmo teria agido com culpa, por conduta negligente e imprudente no trânsito. Após ter conhecimento da ação, o Bombeiro acionou a Assessoria Jurídica do Centro Social de Cabos e Soldados da regional de Governador Valadares, que providenciou a sua defesa, sustentando que o bombeiro não teria praticado nenhum ato ilícito e que não teria ocorrido ato negligente ou imprudente do condutor da viatura. Também foi ratificado o teor da decisão da Sindicância Administrativa Disciplinar, que concluiu pela inexistência de responsabilidade do bombeiro pelo acidente.

Decisão: Após analisar cautelosamente o processo e as provas produzidas, o juiz responsável pelo caso, Dr. Marcelo Carlos Cândido acatou os argumentos da defesa e decidiu julgar improcedente o pedido de indenização. Na sentença, o juiz consignou que “Entendo que deva ser afastada a responsabilidade civil do requerido, ante a inexistência do cometimento de ato ilícito, pelo fato de que, no momento do acidente, diante das adversidades apontadas, a conduta assumida foi a única possível, não vislumbrando, in casu, a ocorrência de imprudência ou negligência que justifique a imputação de culpa ao agente.” E ainda ressaltou, em sua decisão: “De tudo que se apurou nos autos, tenho comigo que a conduta do requerido foi a esperada diante das circunstâncias adversas, agindo com diligência para evitar a colisão, porém sem sucesso, por conta das condições acima apontadas.
De acordo com o coordenador da Assessoria Jurídica conveniada ao CSCS – Regional Governador Valadares, Dr. Luciano Souto, “a possibilidade de responsabilização pessoal do condutor de uma viatura por eventuais danos causados em acidente de veículo fica condicionada à comprovação inequívoca de que o condutor tenha agido de forma culposa ou dolosa. Diante da inexistência de elementos capazes de evidenciar os pressupostos para a responsabilidade civil, não deve ser acolhida a pretensão de reparação de danos. Ainda segundo Luciano Souto, “eventuais ações regressivas do Estado contra policiais e bombeiros devem ser vistas com ressalvas e muita cautela, tendo em vista as peculiaridades de cada caso e as condições adversas em que a atividade militar costuma ser submetida.”
A sentença foi publicada no último dia 18 de março de 2015 e ainda poderá ser objeto de recurso ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais.

Quadrilha especializada em explosão de caixas eletrônicos é presa em Bueno Brandão

Uma quadrilha especializada em ataque a caixas eletrônicos foi presa na manhã desta terça-feira (24), em Bueno Brandão, na região Sul do Estado. O bando, composto por três homens e duas mulheres, é suspeito de explodir pelo menos um aparelho na cidade, em 11 de março, além de também agir em municípios vizinhos.
 
Segundo a Polícia Militar, por volta das 10h40, houve uma denúncia sobre três homens suspeitos que estavam em uma pousada às margens da rodovia que corta a cidade. Os militares foram até o local e encontraram o trio, que seria do Estado de São Paulo.
 
Durante as buscas nos chalés que eles estavam hospedados foram encontradas ainda duas mulheres, que residem em Bueno Brandão. Com o grupo foram encontradas três armas, sendo duas submetralhadoras 9 milímetros e uma pistola calibre .38. Além disso, eles também estavam com farta munição, três coletes a prova de balas, uma granada, várias bananas de dinamite e R$ 3,3 mil em dinheiro.
 
Com a quadrilha ainda foi apreendida uma Mitsubishi Pajero e um projétil intacto de fuzil calibre 556. O carro tinha queixa de roubo em São Paulo e o grupo afirmou que comprou o automóvel por R$ 2 mil no território paulista. 
 
Com eles foi encontrado uma chave-controle de um veículo da marca Nissan. Os militares se lembraram que em um ataque em 11 de março contra um caixa eletrônico na cidade, um automóvel da mesma marca foi encontrado abandonado, com suspeita de ter sido usado pelo grupo. Os policiais foram ao pátio e constataram que a chave abria o veículo.
 
A suspeita é que a quadrilha seja responsável por ataques em cidades vizinhas como Bom Repouso e Pedra Bela (SP). A quadrilha foi encaminhada para a Delegacia de Pouso Alegre.

Operação contra o tráfico de drogas termina com 22 presos no Vale do Aço

Vinte e duas pessoas foram presas nesta terça-feira (24), em cinco cidades do Vale do Aço, em uma ação contra o tráfico de drogas. A operação “Dourado” foi deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), com o apoio das polícias Militar e Civil.
 
Segundo o MP, as prisões foram efetuadas em Ipatinga, Coronel Fabriciano, Timóteo, Caratinga e Tarumirim. 
 
Ao longo da investigação, iníciada em novembro do ano passado, chegou a 40 pessoas. Além das prisões, também foram apreendidos durante os quatro meses R$ 31 mil em dinheiro, sete armas de fogo, 6 kg de drogas (maconha, cocaína e crack), 40 aparelhos celulares, 11 veículos, munição de calibres diversos, quatro rádios comunicadores e duas balanças de precisão. Veículos e dinheiro foram apreendidos também nos estados de Mato Grosso e São Paulo.
 
Conforme o coordenador do Gaeco em Ipatinga, promotor de Justiça Bruno Schiavo, a operação Dourado inaugurou as atividades do grupo. 

Bandido cai com carro roubado em córrego, liga para a PM e acaba preso

Um assaltante foi preso após roubar o carro de um estudante na porta de uma faculdade, cair com o veículo dentro de um córrego e ligar para a polícia em Belo Horizonte. Outros dois comparsas conseguiram fugir.
Segundo a PM (Polícia Militar), o trio estaria armado e teria abordado a vítima quando esta saía da aula. Eles seguiram com o veículo até uma rua do bairro Jardim Leblon, na região da Pampulha, onde teriam iniciado o desmanche do automóvel.
Entretanto, moradores da região desconfiaram do trio e acionaram a PM. Quando os militares chegaram no local, houve perseguição e o veículo roubado caiu dentro de um córrego. Já os criminosos conseguiram fugir.
Além do veículo roubado, a PM apreendeu também um outro carro que estava na mesma região e que continha peças do primeiro. Alguns minutos depois, um dos suspeitos ligou para polícia tentado se passar por vítima e alegando ter tido o carro furtado. 
Mas, quando os militares foram até sua residência, o homem acabou entrando em contradição e confessou o crime. Além disso, ele foi reconhecido pela vítima como sendo um dos autores do crime e a arma utilizada no assalto foi encontrada em sua casa.
Ele foi encaminhado à Polícia Civil e os outros suspeitos ainda estão sendo procurados.

CONTATO!

Administrador:
.::ESTEVES::.
E-mail:
blogdoesteves1@gmail.com

Twitter Blog do Esteves.

Sede Campestre do CSCS Betim.

Seguidores

Postagens populares

Tecnologia do Blogger.

468x60px

Redes Sociais

Posts em Destaque