segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Jovem drogado morre após invadir Batalhão da Rotam no centro de Belo Horizonte

Pintor tentou desarmar policial, entrou em luta corporal e, ao ser encaminhado ao hospital, sofreu uma parada cardíaca; polícia acredita que homem teve uma overdose
Um jovem de 21 anos, aparentemente drogado, morreu após invadir um quartel do Batalhão de Rondas Táticas Metropolitanas (Rotam), na avenida dos Andradas, no centro de Belo Horizonte, nesse domingo (8). Após agredir um policial, ele foi encaminhado ao Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, onde teve uma parada cardíaca.
De acordo com a Polícia Militar, o pintor Adilson Ferreira da Silva chegou correndo ao quartel e informou ao policial que estava fazendo o serviço de sentinela que estava sendo perseguido por três homens armados. O militar foi até uma outra guarita para pedir cobertura quando o jovem pulou a grade, passou pela cerca de arame farpado e agrediu o policial para tentar roubar um fuzil.
O pintor e o militar entraram em luta corporal chegando ao ponto de rolarem no chão. Neste momento, um outro companheiro de serviço percebeu a situação e conseguiu conter o jovem. Por causa da briga, o homem e o policial tiveram arranhões nos braços e pernas e foram socorridos para o João XXIII.
Após ficar aproximadamente 40 minutos no hospital, o pintor sofreu uma parada cardíaca e morreu. A polícia acredita que Silva teve uma overdose. A família do jovem informou aos militares que o homem tinha o costume de usar drogas e, nessas situações, ficava muito agressivo.
Ainda de acordo com a PM, a vítima já tinha antecedentes criminais por uso de entorpecentes, ameaças, lesão corporal, inclusive à esposa, falsificação de documentos e adulteração de veículo.
O corpo de Silva foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML). 
FONTE: O TEMPO

# Compartilhar :

Postagem mais recente Postagem mais antiga Início